Você está agora em:


Idéias para decorar - ECODECOR

Revista: Casa e decoração
Data: fevereiro de 2017

 
    

 

Cineasta faz móveis com sacos de cimento

Site: Catraca Livre
Data: 17/11/2016
https://queminova.catracalivre.com.br/inventa/cineasta-faz-moveis-com-sacos-de-cimento/

Já ouviu falar de reciclagem de sacos de cimento? É pouco provável. Isso porque o pó que fica no interior torna o processamento do material oneroso para a indústria.Mas o cineasta Alexandre Toscano, 49 anos, abraçou a missão de dar um fim a eles. Envolvido com design sustentável, começou a fazer experiências com os sacos.
Cortou, rasgou, combinou com aglutinantes, misturou a outros materiais. Chegou a um produto resistente e impermeável – o ecomármore.

Leia mais sobre

 

Vem da Serra na Galeria

Facebook GALERIA ARQUITETURA
Vem da Serra na Galeria
https://www.facebook.com/galeriadaarquitetura/posts/679253785585172
Data: 13/11/2016


Solução sustentável para sacos de cimentos vazios


Portal: ARQBRASIL
http://produto.arqbrasil.com/solucao-sustentavel-para-sacos-de-cimentos-vazios/
Twitter: https://twitter.com/arqbrasil/status/795959898479726593
Face: https://www.facebook.com/arqbr/ 
Data: 08/11/2016 

O que era destinado aos lixões, passou a ser matéria prima para móveis e objetos de decoração nas mãos do artista plástico e moveleiro Alexandre Toscano.
Há alguns anos, Alexandre Toscano soube do problema com o descarte de sacos de cimento. Seu interesse nos assuntos de sustentabilidade e o gosto pela pesquisa o levaram a iniciar uma série de tentativas de reuso deste material.



Leia mais sobre 


Artista plástico brasileiro transforma sacos de cimento em móveis

Site: CICLOVIVO
Hhttp://ciclovivo.com.br/noticia/artista-plastico-transforma-sacos-de-cimento-em-moveis/
Data: 03/11/2016

Sacos de cimento vazios são resíduos normalmente descartados. Mas, nas mãos de Alexandre Toscano, eles viram arte.

Sacos de cimento vazios são resíduos normalmente descartados na construção civil. Apesar de serem feitos de papel e terem uma resistência muito grande, eles não são recicláveis. O motivo é que o pó de cimento se impregna de tal forma nas fibras do papel, que o custo para reciclagem seria altíssimo, tornando o valor do processo inviável. No entanto, um artista tem a solução ideal para este problema.Nas mãos do artista plástico e moveleiro Alexandre Toscano, os sacos de cimento são transformados em matéria-prima para móveis e outros objetos de decoração.O interesse de Toscano no assunto surgiu há alguns anos, quando ele soube deste problema ambientais. Como sempre gostou de sustentabilidade e pesquisa, ele iniciar uma série de tentativas de reuso deste material. Após várias pesquisas, misturas e tentativas, chegou-se a uma espécie de pasta inovadora. Sua resistência e rigidez após secagem permitem inúmeras aplicações em movelaria.

Leia mais sobre


Artista plástico brasileiro transforma sacos de cimento em móveis

Site: Mercado Etc
Http://mercado.etc.br/artista-plastico-brasileiro-transforma-sacos-de-cimento-em-moveis/
Data: 03/11/2016

Sacos de cimento vazios são resíduos normalmente descartados na construção civil. Apesar de serem feitos de papel e terem uma resistência muito grande, eles não são recicláveis. O motivo é que o pó de cimento se impregna de tal forma nas fibras do papel, que o custo para reciclagem seria altíssimo, tornando o valor do processo inviável. No entanto, um artista tem a solução ideal para este problema.
Nas mãos do artista plástico e moveleiro Alexandre Toscano, os sacos de cimento são transformados em matéria-prima para móveis e outros objetos de decoração.
O interesse de Toscano no assunto surgiu há alguns anos, quando ele soube deste problema ambientais. Como sempre gostou de sustentabilidade e pesquisa, ele iniciar uma série de tentativas de reuso deste material. Após várias pesquisas, misturas e tentativas, chegou-se a uma espécie de pasta inovadora. Sua resistência e rigidez após secagem permitem inúmeras aplicações em movelaria.

Leia mais sobre

Sacos de cimento usados são transformados em móveis ecológicos

Site: Noctula Channe
Http://noctulachannel.com/sacos-de-cimento-moveis-ecologicos-alexandre-toscano/
Data: 03/11/2016

O artista plástico e carpinteiro brasileiro Alexandre Toscano cria móveis ecológicos aproveitando sacos de cimento usados.Os sacos de cimento, apesar de serem de papel e altamente resistentes, não podem ser reciclados, já que o custo para retirar o pó de cimento impregnado nas fibras do papel seria demasiado alto.

Leia mais sobre


Sacos de cimento vazios são reaproveitados na produção de móveis

Site: Catraca Livre
Https:://queminova.catracalivre.com.br/inova/sacos-de-cimento-vazios-sao-reaproveitados-na-producao-de-moveis
/Data: 25/11/2015

 Há quatro anos, o artista plástico e moveleiro Alexandre Toscano soube do problema com o descarte de sacos de cimento: apesar de serem de papel e altamente resistentes, não são reciclados, já que o custo para retirar o pó de cimento impregnado na fibra seria alto demais.Alexandre iniciou as pesquisas do projeto Vem da Serra triturando os sacos, fazendo misturas diversas. Alguns testes deram errado, outros foram indicando o caminho e chegou-se a um material que é inovador, super-resistente e denso, que possui um aspecto diferenciado e bom acabamento.

Leia mais sobre

Sacos de cimento vazios são reaproveitados na produção de móveis

Site: VOCCIE Sustentabilidade e Inovação
Data: 24/11/ 2015
Http://voccie.com.br/2015/11/sacos-de-cimento-vazios-sao-reaproveitados-na-producao-de-moveis/

Há quatro anos, o artista plástico e moveleiro Alexandre Toscano soube do problema com o descarte de sacos de cimento: apesar de serem de papel e altamente resistentes, não são reciclados, já que o custo para retirar o pó de cimento impregnado na fibra seria alto demais.

Alexandre iniciou as pesquisas do projeto Vem da Serra t...

Leia mais sobre

Sacos de cimentos descartados transformados em mobiliário ecológico

Por Cristiane Nunes 

Fonte: O conteúdo do site Desenvolvimento.org
Link: - http://sustentarqui.com.br/mobiliario-decoracao/sacos-de-cimentos-descartados-transformados-em-mobiliario-ecologico/
Data: 23/11/2015 

Criado pelo artista plástico e moveleiro Alexandre Toscano, o Ecomármore utiliza uma técnica inovadora que alia design e sustentabilidade na sua produção, utilizando sacos de cimentos descartados. Papel de saco de cimento e outros materiais utilizados Há quatro anos, o artista iniciou suas pesquisas triturando e testando diversas misturas. Depois de alguns testes, Alexandre conseguiu a fórmula ideal de seu material inovador, super resistente e denso, que possui um aspecto diferenciado com aparência mesclada e bom acabamento.

O artista então batizou seu produto sustentável, de Ecomármore. A matéria principal da mistura vem de um produto descartado, o papel de saco de cimento; que está classificado como Kraft, feito de uma mistura de fibras de celulose, provenientes de polpas de madeiras macias, para compor sua característica de bom desempenho; mas o pó de cimento se impregna de tal forma nas fibras do papel, que torna o material impróprio para reciclagem. Alexandre Toscano em uma de suas produções caseiras   Em sua preparação é usado um grande percentual de sacos de cimento, e adicionados outros materiais e resíduos, tanto para a massa, como para o acabamento artístico das peças.

O produto pode ser utilizado para fazer tampos de mesas e bancos, prateleiras e outros objetos moveleiros. As estruturas de ferro ou madeira de reflorestamento que Alexandre utiliza em suas peças, são feitas de forma terceirizada por pequenos produtores locais. Alguns dos móveis e escultura produzidos pelo artista   A produção dos móveis que começou no quintal de sua própria casa, ganhou endereço novo, depois que o artista recebeu o apoio da Faperj para pesquisa e aquisição de mais ferramentas. 

O Espaço Vem da Serra, inaugurado recentemente, fica na Rod. Teresópolis-Friburgo, km 7,5. No mesmo endereço vão funcionar a oficina, o espaço de pesquisas e a loja. Além do apoio atual da Faperj, Alexandre vem fazendo parcerias com o Senai
Design desde 2013 e já expôs em várias mostras de movelaria e design, incluindo a exposição Rio + Design, na primeira semana de novembro deste ano no Jockey Clube do Rio de Janeiro.   Sacos de cimentos descartados transformados em mobiliário ecológico.

Continue lendo...

__________________________________________________________________________________

Sacos de cimento vazios são reaproveitados na produção de móveis

Fonte: O conteúdo do site Desenvolvimento.org
Link: http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2015/novembro/sacos-de-cimento-vazios-sao-reaproveitados-na#ixzz4BqOJwIBW 
Data: 23/11/2015

Há quatro anos, o artista plástico e moveleiro Alexandre Toscano soube do problema com o descarte de sacos de cimento: apesar de serem de papel e altamente resistentes, não são reciclados, já que o custo para retirar o pó de cimento impregnado na fibra seria alto demais.

Alexandre iniciou as pesquisas do projeto Vem da Serra triturando os sacos, fazendo misturas diversas. Alguns testes deram errado, outros foram indicando o caminho e chegou-se a um material que é inovador, super resistente e denso, que possui um aspecto diferenciado e bom acabamento. O Ecomármore pode ser usado para confecção de tampos de mesa, quadros, bancos, painéis e outras superfícies em movelaria.

Em sua preparação é usado um percentual significativo de sacos de cimento, mas também são adicionados outros materiais e resíduos, tanto para a massa, como para o acabamento 'artístico' das peças. A estrutura de ferro ou madeira de reflorestamento é hoje feita de forma terceirizada por pequenos produtores locais.

A produção dos móveis com ecomármore que começou no quintal, agora já tem um endereço próprio. O espaço em casa ficou pequeno, depois que Alexandre recebeu apoio da Faperj para pesquisa e aquisição de mais ferramentas.

No mesmo espaço em que já está funcionando a oficina, será inaugurada no final de novembro a loja VEM DA SERRA.

Além do apoio atual da Faperj, Alexandre Toscano vem fazendo parcerias com o Senai Design desde 2013 e já expôs em várias mostras de movelaria e design, incluindo a exposição Rio + Design, realizada na última semana no Jockey Clube do Rio de Janeiro.

 

 

 

(21) 8883.5127 - 2644.6365